Naturopatia remete à idéia de tratamento através de meios naturais. Abordando corpo, mente e espírito. Seus métodos incluem prática corporal, meditação, respiração, alimentação natural com indicação de um Tratamento com Produtos Naturais específicos para cada enfermidade. Agende seu atendimento.

E-mail : dionezardin@hotmail.com

Fones : (51) 9973 1350

terça-feira, 12 de abril de 2011

Diabetes

Os sintomas da diabetes mais comuns são a sede intensa, 
urinação freqüente, fome freqüente, cansaço, 
perda de peso repentina, demora para curar ferimentos, 
pele seca, formigamento nos pés e visão borrada. 
Entretanto, algumas pessoas não chegam a 
apresentar estes sintomas.
A diabetes é caracterizada pelos altos níveis de 
açúcar no sangue devido à incapacidade do corpo 
de produzir a insulina, hormônio responsável pelo 
processamento do açúcar no corpo humano. 
Os problemas de saúde causados pela diabetes 
podem ser graves, mas atualmente os diabéticos 
têm à disposição várias maneiras de controlar a doença.
Dieta para diabetes: Qual a melhor?
Quando entra no corpo humano, a insulina se torna glicose, 
e sem a insulina, esta substância não pode entrar nas células.
 O acúmulo de glicose no sangue pode levar a 
complicações como doenças cardíacas, problemas nos rins 
e pode levar à necessidade de amputação de membros.
Algumas dessas pessoas têm diabetes do tipo 1, 
que geralmente ocorre em pessoas com menos de 30 anos. 
Este tipo da doença é caracterizada pela falta 
de produção do hormônio.
Quase 90% das pessoas com diabetes tem a doença 
do tipo 2,  mais comum em adultos acima de 40 anos. 
Este tipo da doença, desenvolvida devido a hábitos 
e problemas de saúde como a obesidade e o sedentarismo. 
Pessoas com a diabetes de tipo 2 produzem insulina 
em quantidades insuficientes ou o hormônio funciona 
de forma ineficiente.
A diabetes de tipo 2 pode ser evitada com a manutenção
 de um peso saudável, uma alimentação natural e 
equilíbrada e com o hábito de fazer exercícios regularmente. 
Para idosos, essas dicas também são eficientes para evitar o desenvolvimento da doença. Já que a diabetes tipo 2 é 
mais comum entre pessoas com mais de 45 anos, 
é recomendável que pessoas acima desta idade façam 
exames para detectar a doença em seu estágio inicial 
e possam ter uma vida saudável, tratando a falta de insulina.

É o ponto fundamental do tratamento de qualquer
 tipo de paciente diabético. O objetivo geral é o 
de auxiliar o indivíduo a fazer mudanças em seus hábitos alimentares, permitindo um controle metabólico adequado. 
Além disso, o tratamento nutricional deve contribuir para a normalização da glicemia, diminuir os fatores de risco cardiovascular, fornecer as calorias suficientes para
 manutenção de um peso saudável, prevenir as complicações 
agudas e crônicas e promover a saúde geral do paciente.
 Para atender esses objetivos a dieta deveria ser equilibrada 
como qualquer dieta de uma pessoa saudável normal, sendo individualizada de acordo com as particularidades de cada 
paciente incluindo idade, sexo, situação funcional, 
atividade física, doenças associadas e situação 
sócioeconômico-cultural.
Composição do plano alimentar
A composição da dieta deve incluir 50 a 60% de carboidratos,
 30% de gorduras e 10 a 15% de proteínas. 
Os carboidratos devem ser preferencialmente complexos 
e ingeridos em 5 a 6 porções por dia. 
As gorduras devem incluir no máximo 10% de gorduras 
saturadas, o que significa que devem ser evitadas 
carnes gordas, embutidos, frituras, laticínios integrais, 
molhos e cremes ricos em gorduras e alimentos refogados 
ou temperados com excesso de óleo. As proteínas devem corresponder a 0,8 a 1,0 g/kg de peso ideal por dia, o que corresponde em geral a 2 porções de carne ao dia. 
Além disso, a alimentação deve ser rica em fibras, 
vitaminas e sais minerais, o que é obtido pelo consumo
 de 2 a 4 porções de frutas, 3 a 5 porções de hortaliças, 
e dando preferência a alimentos integrais.
 O uso habitual de bebidas alcoólicas não é recomendável, principalmente em pacientes obesos, com aumento 
de triglicerídeos e com mau controle metabólico. 



Um comentário:

  1. boa noite Dione zárdin adoraria saber se aqui no brasil já tem alpiste pará consumo humano

    ResponderExcluir